Os desafios para os estudantes e profissionais de saúde no período pós-pandemia

A pandemia provocada pelo vírus Covid19 afetou inúmeras áreas de atividades em que a economia, saúde e educação foram as mais atingidas e as que mais enfrentaram dificuldades. A economia sofreu um grande choque devido a necessidade do distanciamento social que levou inúmeras empresas a fecharem as portas e indústrias a pararem suas atividades por um determinado tempo atrasando as entregas e consecutivamente parando a rotatividade do mercado.

A saúde foi com toda certeza dentre os três o mais prejudicado. Emergências lotadas, milhares de pessoas morrendo diariamente, falta de medicamentos e de profissionais para atender a demanda enorme de infectados que o país enfrentou no pico da pandemia. A falta de profissionais foi tão grande que estudantes tiveram suas formaturas adiantadas para que pudessem começar a trabalhar no combate a doença.

Na educação grandes desafios também foram enfrentados. Os alunos ficaram impossibilitados de irem as aulas para controlar a disseminação do vírus e as instituições pararam suas atividades por um tempo até que a situação apresentasse uma melhora. Infelizmente a situação não melhorou e as instituições tiveram que buscar alternativas e a mais adequada foi o ensino remoto que ganhou bastante força nesse período.

Com a pandemia o EAD ganhou bastante força e se aperfeiçoou muito fazendo com que pessoas que não imaginavam mais estudar ou começar um curso se inscreveram devido a facilidade e comodidade que o ensino a distância promove. Com a percepção de que a qualidade do ensino melhorou e que deu certo muitas instituições estudam continuar essa modalidade no período pós-pandemia para que os alunos continuem tendo os benefícios que o EAD promove e graças a ele muitas pessoa aproveitaram para se inscreverem nos cursos gratuitos do SENAC.

Alguns estudantes não acham essa ideia da continuidade do ensino a distância muito boa no pós pandemia, principalmente alunos de cursos de saúde que precisam de uma pratica e um aprendizado mais situacional. Eles enxergam que o ensino não será a mesma coisa e na hora de precisarem atuar enfrentarão grandes desafios.

O ensino que ganhou força nessa pandemia tem muitos pontos a favor e contra e ainda tem muito o que ser analisado para sua real implementação nas instituições, afinal existem cursos que precisam de práticas e uma vivência maior, sendo difícil continuar sendo 100% a distância.

Para os alunos da área de saúde que buscam cursos para se qualificar nesse período pós pandemia com a retomada das aulas presenciais o curso técnico em enfermagem SENAC 2022 se aproxima.